A bolsa de fome espreita a população do povoado de Mandua no posto administrativo de Charre no distrito de Mutarara.

0

A bolsa de fome espreita a população do povoado de Mandua no posto administrativo de Charre no distrito de Mutarara.
Informações fornecidas pelo líder comunitário indica que varias culturas foram inundadas tendo em conta que quase toda a população usava a baixa do rio Chirre para a prática de agricultura.
Alberto Brissimo Mandua disse que a cultura de milho, batata-doce foram as mais afectadas pela intempérie numa altura em que a população da zona alta também recorria as ilhas para o cultivo.
A população afectada ainda não se beneficiou da semente segundo a nossa fonte e apela o governo para disponibilizar semente para estas famílias afectadas.
Em relação aos serviços primários de saúde o interlocutor frisou que para além da população recorrer ao centro de saúde de Charre sede devido a distância, o sector de saúde, devia por em funcionamento o posto de socorro ora construída para o APE atender os pacientes em situação de emergência.

Partilhar em:

Leave A Reply


*