Bílis de Crocodilo pode estar na origem da morte instantanea de mais de 60 Cidadãos Moçambicanos

0

Governo Mocambicano decreta hoje dia 12 de Janeiro e por 3 dias consecutivos, Luto Nacional na sequência de terem sido encontrados fortes indícios de intoxicação alcoólica de fabrico tradicional em Chitima – província de Tete.

Segundo muitos órgãos de comunicação social do Pais, algo tóxico foi introduzido no local onde mais de uma centena de adultos participava numa cerimónia fúnebre. Aliás, as autoridades sanitárias locais fizeram perícia e detectaram que no fundo do tamboril por onde a bebida era servida de forma gratuita, havia um frasco de cor branco contendo resíduos de um produto tóxico cujo qual, carece fortes análises por uma equipa conjunta de médicos especialistas e a Polícia, convista a dar respostas sobre o tipo (vegetal, industrial ou animal) e origem do veneno. A mesma fonte avançou com informações de que uma parte de óbitos, deu-se na povoação e outra, nas unidades sanitarias de Tete e uma outra grande parte que participou no referido funeral e que aderiu a tal bebida de fabrico caseira e intencionalmente envenenada por um terceiro, encontra-se a receber cuidados intencivos. Importa realçar de que dois membros da mesma familia, estes que participaram no fabrico da mesma encontram-se mortos na sequência de terem a ingerido. A ser assim, a possibilidade de fazer-se presente no referido funeral, existir viva e possivelmente fugitiva (por peso psicológico) do povoado de Chitima, o autor deste acto é maior.

As queixas recebidas nas unidades sanitarias eram de minuto em minuto e aconteceu em Chitima, dando entrada no Centro de Saúde de Chitima e no Hospital Rural do Songo, entre o sábado e domingo (10 e 11 de Janeiro), com diarreia, vómitos, dor abdominal e fraqueza geral, causando até morte em muitos deles.

Gente idosa e residente em Chitima acredita que nas mediações daquele povoado há rios povoados por Crocodilos e que apesar deste animal ser de difícil aquisição, um experiente premeditou este acto, tendo colhido e devidamente conservado partes de bílis deste animal, com o intuito de dizimar vidas. Esta asserção vem ao de cima por experiências amargas do passado e que virou lenda naquele povoado!

 

Em Chitima, a referida bebida é conhecida por pombe o que noutros povoados do nosso País é designada Otheka, mal-coado ou Cabanga, bebida tradicional feita na base de farelo de milho, que leva dias para ser fabricada e graças a suas fermentações catalisadas por águas, fervura e por vezes, acrescimos de açucares, resulta na possivel doçura e azedume duma das mais injeridas bebidas do País, sobretudo nas zonas pacatas e a obtém-se a preços de 5 meticais o copo de 250 ml, preço este acessivel a todas as camadas sociais e ou comprada a preço de levantamento por parentes e amigos de ente-queridos para oferta em rituais funebres, como forma de não deixar aos presentes ressentidos pela perca humana, colhendo deles, possiveis palavras nostalgiosas em convívio macabro ou nocturno.

 

Ler mais: http://pt.wikipedia.org/wiki/Bile

http://www.todabiologia.com/anatomia/bile.htm

 

Chissale

 

Partilhar em:

Leave A Reply


*